domingo, 23 de janeiro de 2011

NOVA MULHER




  E os passos que ela seguiu a levaram para o lago. O lago que, frio se misturava com o calor do seu corpo e com o calor do seu coração. O contraditório lhe fazia entender que ela não era ela, apenas seguia passos descompassados, elaborados e inutilmente repetidos, só lhe feriu a alma. Hoje, não mais aceita ser invadida, busca em seu corpo a mulher esquecida.

  No lago, que entra e reflete suas formas singulares e propositalmente livres, encontra o reflexo da nova mulher que é, que não teme as vozes hipócritas dos que fingem pudor, dos que tramam, dos que fingem ir pela escada, mas sobem nos outros de elevador. Daqueles que lhe olham como quem quer ensinar e inventam um passado inexistente, que só a eles conseguem enganar. Ela, agora, se sente capaz de mostrar quem se tornou ou quem sempre foi, de alma lavada, de corpo nu. De olhos abertos, com força e ação. Permite-se ser livre e busca encontrar o perdão que fica naqueles que carregam a paz.

  Hoje,quer amar um homem que veja além de suas formas, a sua expressão, mostrará sua sensualidade e fará canções, mas nunca negará o que é de verdade, dentro do seu ser. Um ser novo, forte, que respeita seu coração. Uma mulher ousada, que tem opinião.

Um comentário:

  1. MINHA QUERIDA QUE LINDO ESTOU ENCANTADA BEIJOS TE QUERO MUITO BEM

    ResponderExcluir