domingo, 27 de julho de 2014

Jogue sementes de paz por onde
passar,verá que sua estrada ganhará o sabor de
uma vida feliz.

___ Lene Dantas





Podemos ser sim, como um oleiro, que deixa a imaginação fluir e cria seus sonhos. Podemos ser sim como um oleiro que aos poucos ver a realidade no que se propôs a fazer. Podemos sim, a cada dia cultivar as sementes que estão dentro de nós e tornar o nosso mundo interior pacífico e feliz!!!!
(...)
E o oleiro formava com as mãos seus sonhos e seus sonhos transformados ganhavam o mundo, voavam livres e encontravam nos céus a benção de Deus (...)

____Lene Dantas



Cumplicidade, respeito, reciprocidade.
Um verso, um riso, uma canção.
Seus olhos, seu jeito, sua verdade
Você – Eu . Nossas mãos.

____ Lene Dantas.





 Agora mais que nunca entendo porque devemos plantar boas sementes. 
Quando pensamos que estamos só, quando pensamos que vamos cair. Todas as flores resolvem desabrochar. É assim que estou me sentindo agora. Com o meu coração florido de amor.

___ Lene Dantas

Eu apenas o amo
O amo perdidamente e mais ainda.
Amo sua voz
Que me acorda ternamente
Quando em sonhos
em seus braços adormeço.
Amo o seu cheiro.
Amo suas mãos
Quando enlaçam as minhas.
Amo seu ir e vir
Seu vir e ir.
Ainda que ansiosa espere o seu ficar.
Amo os seus sonhos
E tudo o mais que acalenta sua alma.
Amo sua vida e seu sorriso.
O amo ternamente e mais ainda
Como nunca me permiti amar.
O amo ainda que em segredo
Resguarde meu coração de não o ter.
O amo loucamente
e mais ainda!

____Lene Dantas





Por falar em Perdão

Por falar em Perdão.

Eu sempre tive facilidade de perdoar as pessoas. Isto nunca foi um problema para mim. Mas acho que eu não entendia a diferença entre perdoar e aceitar certas coisas. Hoje vejo que posso perdoar sim. Mas tenho que aprender a lição que a mágoa me trouxe. Perdoar e esquecer é o certo. Mas o que se deve esquecer é o acontecimento, pra não virar ferida dentro de você. Agora o que você teve que passar com o que te foi causado , deve ser teu ponto de equilíbrio pra não repetir o mesmo erro. Eu sempre me dou a chance de acreditar nas coisas e nas pessoas, claro que isso é um risco. Penso: Como vou saber se não tentar? Dai vou e tento. Muitas vezes quebro a cara e doí mas não tem nada , eu me refaço. Refaço meus sonhos, refaço meus dias, refaço minha história e seguro a mão de Deus para que ele me guie e me fortaleça.

___Lene Dantas






Queria poder segurar sua mão. E por um só momento 
te mostrar o quanto preciso de ti. 

___Lene Dantas.


Espere-me
Espere-te
Encontra-me
Encanta-me
Seja minha presença em ti
E tu em mim.
E o amor?
Esse, que nos acolha.

____Lene Dantas.



Desencontrada com os olhos pedintes.
Corta-se ao meio .
Fragmenta-se.
Se tu não estás,
Também não estou em mim.
O coro dos anjos
Sussurra seu nome.
Amado. Sou sua.
Acolhe-me.

___Lene Dantas.



Que areia escorra das mãos e misture-se as águas.
Que o coração seja ferido , mas não morto.
Que meu amor seja seu, não por um momento,
Mas por todo o tempo em que minha alma puder amar.

___Lene Dantas.















quarta-feira, 23 de julho de 2014

ENCANTO

"Encanto é quando seu sorriso nem cabe 
no rosto.
É quando Deus te toca 
o coração."

*Lene Dantas.*

IMAGEM DA PÁGINA PAISAGENS E IMAGENS /FB

Tenho dias perdidos em mãos que não me encontram.

E o que eu posso te falar,
que já não esteja em seu coração?
O que posso te mostrar, que já não esteja em seus sonhos?
O que posso escrever que você já não tenha lido?
Que você já não tenha rabiscado nas
suas paredes ? O que posso eu ? O que ainda posso eu?
Sem mais , estarei em silêncio . Um silêncio cortante
onde apenas a brisa a todo instante me
faz lembrar os sussurros das noites vazias.
O que ainda farei ? Para onde vou levar meus passos?
Não sei. E se ousar contar posso está errada.
Mas tu que sabes onde repousa meu silêncio.
Porque não me diz?
Porque não ergue a mão e levanta-me?
Mas tu, que poderia levantar-me, onde estás?
Onde estás que não encontro?
Onde e pra qual estrela devo olhar e pedir rendição?
Onde é teu céu? Pergunto e não encontro respostas.
Meu céu, silencia agora. Mas minha voz contida não cansa.
Sem entender, deixo o que é .
O que é talvez seja minha liberdade.
Ou seja minha fuga.
Ou apenas seja minhas feridas vivas em chamas.
Não tenho mais razões, nem sei como usar os sentimentos.
Mas a muralha não é forte o suficiente.
Não sou sempre assim.
Não sou triste assim.
Mas tenho dias de poucos sorrisos e de devaneios.
Tenho dias perdidos em mãos
que não me encontram.

_____Lene Dantas.






QUE CHEGUEM BEM, QUE PASSEM BEM